Lar Doce Lar

Vida Financeira – parte 1: como está minha atual realidade?

Olá pessoal!

Hoje vou começar a falar de um tema que ninguém gosta muito, mas que é necessário no nosso dia a dia: controle financeiro. Nesta época de crise que andamos, nada melhor do que dicas de quem já passou por algum “perrengue” pela falta de grana.

Há algum tempo atrás eu li alguns livros sobre o assunto, então vou falar o que aprendi com eles e passar algumas dicas da escritora Patrícia Lages, autora do livro Bolsa Blindada. Ela usa uma linguagem bem coloquial para narrar suas experiências e as lições que aprendeu.

bolsa blindada

Me identifiquei muito com o que ela fala, pois desde muito pequena aprendi a ter o meu cofrinho, a valorizar cada moeda que ganhava, que as gulodices não eram para todos os dias da semana. Poupar era (e ainda é) preciso, e para uma criança, ter um cofrinho ajuda a perceber o valor do dinheiro e valorizar o esforço dos pais e seu trabalho futuramente. Tem uma frase, logo no começo do livro que a autora diz: “trabalhando é possível chegar aonde se quer”.

Hoje em dia percebo que são poucos os pais que ensinam seus filhos a diferenciar o supérfluo do necessário. Criam uma falsa ilusão gastando o que não têm, ostentando padrões, fazendo empréstimos ou usando o limite do cartão de crédito, só para o seu filho ter uma festa igual à do coleguinha para não se sentir excluído, ou então para comprar um par de sapatos caros da moda, só por status.

Respeite sua realidade atual e ensine isso aos seus filhos também: melhor ser do que ter. Ter uma vida financeira saudável é para poucos hoje em dia, e todos nós devemos parar e analisar como anda a nossa situação financeira. Muitas vezes gastamos sem pensar (eu também fazia isso), pois geralmente as pessoas gostam de gastar, mas de cuidar do dinheiro não.

Primeiro temos que entender que economizar não é ser mesquinho, pão-duro, muquirana. É saber gastar com inteligência, quanto gastar e o porquê deste gasto. Nosso costume de gastar com o que bem entendemos pode ser reflexo de uma infância em que os pais não queriam ou não sabiam como abordar o assunto, ou até de um descontrole financeiro.

Para prosperar economicamente existem vários fatores: economizar, investir, controlar. Acredite que as condições para você melhorar estão no fato de você criar oportunidades. E aqui quem fala é uma pessoa comum que aprendeu muito (e na marra) como se controlar, aprendendo diariamente a não dar o passo maior que a perna, que devo estudar minhas finanças e sempre buscar como melhorar isso.

Falarei no próximo post sobre coisas corriqueiras que fazemos e nem percebemos que podem estar comprometendo nosso orçamento doméstico.

Até mais!

.

Por Camila

Anúncios

Um comentário em “Vida Financeira – parte 1: como está minha atual realidade?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s